29 de set de 2014

Tradição no ensino primário tijucano: a Escola Soares Pereira

Tradição na educação pública tijucana: a Escola Soares Pereira, inaugurada em 1927 na Muda

Espectadora dos passeios de charrete e do cooper matinal e noturno dos tijucanos ao redor da Praça Comandante Xavier de Brito, a Escola Soares Pereira é uma dessas arquiteturas esplendorosas do nosso bairro capaz de deixar qualquer um encantado com a sua discrição e beleza. O estado de conservação, entretanto, deixa a desejar, especialmente pelas pichações.

Avenida Maracanã 1450, Muda 
Definida pelo Guia da Arquitetura Eclética no Rio de Janeiro (Casa da Palavra, 2000) como pertencente ao estilo neocolonial luso-brasileiro, a Escola Soares Pereira foi construída em 1925, mas inaugurada apenas em 1927. Maria do Nascimento Soares Pereira, a matriarca da família cujo sobrenome batizou o colégio, doou o então recém-inaugurado imóvel ao Distrito Federal sob duas condições: que fosse sempre mantida a sua função educacional primária e o seu nome de "batismo".

Em 1988, a Soares Pereira passou por uma série de dificuldades por ser local de abrigo das mais de 400 famílias do Morro da Formiga que ficaram sem suas casas após a enchente que assolou a cidade em fevereiro daquele ano. Muitos dizem que os anos letivos de 1988 e 1989 foram os mais irregulares de sua história, já que a ocupação da população afetada no interior da escola interferiu bastante no cronograma das aulas.

Tombada pelo decreto 19.342 de 27 de set. 2000, não se sabe se a Escola Soares Pereira é aberta à visitação. De todo modo, vale a pena contemplá-la mesmo estando do lado de fora, pois emana ares de cidade do interior junto à típica e calorosa energia das escolas primárias. Fica na Avenida Maracanã 1450.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...