25 de jul de 2016

A Barra nunca esteve tão longe da Tijuca: os problemas das linhas 301, 302 e 345

Linha 302, na Rua Doutor Satamini: os muitos problemas da conexão entre a Tijuca e a Barra via ônibus.

Da Barra para a Tijuca, da Tijuca para a Barra: deslocar-se entre esses dois lugares em transporte público nunca foi tão caótico. Famosa “extensão” da Tijuca até os anos 1980, a Barra hoje vive a sua epopeia no campo da mobilidade urbana com a chegada do metrô ao Jardim Oceânico e a implantação do Bus Rapid Transit (BRT) na Avenida das Américas. Mas, parece que quanto mais próxima a Barra vai ficando da Zona Sul e do Centro, mais distante ela fica da Tijuca. E não se trata de uma mudança geográfica (pois isto seria impossível): é o sucateamento das linhas de ônibus que ligam a Tijuca à Barra o motivo de tal percepção.

Atualmente, existem três itinerários que fazem esse trajeto: 301 (Rodoviária x Barra da Tijuca, via Américas), 302 (Rodoviária x Barra da Tijuca, via Praia) e 345 (Candelária x Barra da Tijuca). Todas essas linhas circulam pelo eixo viário da Tijuca rumo à Barra, passando pelo Alto da Boa Vista. Mas, desde 2011, a queda na qualidade do serviço tem sido notória e gradativa. Os frescões foram substituídos por veículos não refrigerados e, em muitas das vezes, parecidos a carroças. Muitos usuários afirmam que o motor não é potente o bastante para subir o Alto, causando transtornos à fluidez do tráfego na Avenida Edson Passos:

— Eu pego as linhas 301 e 345 diariamente e posso afirmar que é uma vergonha o que fazem com os passageiros. Todos os dias vejo ônibus enguiçados devido às péssimas manutenções nos ônibus que já deveriam ter virado sucatas. Sobem o Alto da Boa Vista mais lentos que uma bicicleta, e descem a toda para recuperar o tempo perdido. Já estive em dois ônibus que perderam o freio, mas a sorte é que um deles perdeu logo depois da descida e bateu devagar no ônibus da frente, quebrando todo o vidro mesmo assim – relatou Julio Cesar Camarate, morador da Praça Afonso Pena.

As péssimas condições de viagem também se confirmam no depoimento da gaúcha Fernanda Teodoro. Radicada na Usina, Fernanda é jornalista e vai diariamente ao Barra Shopping, onde trabalha, sempre por volta das 8 horas da manhã. Para ela, o agravante tem sido a diminuição da frequência dessas linhas no horário de rush, cujo intervalo pode chegar a quase meia hora de espera no ponto de ônibus. Dessa maneira, os veículos partem lotados da Tijuca em viagem não muito confortável dada a sinuosidade da estrada e as más condições de higiene no interior dos carros. Além disso, Fernanda destaca a má conduta dos motoristas como aspecto ainda mais desfavorável:

— Um dia o motorista bateu em outro ônibus ao dar marcha a ré no Terminal Alvorada, quebrando umas três janelas de vidro. O que você acha que o motorista fez? Seguiu viagem com os cacos de vidro em toda parte traseira! Por que não trocou já que ainda estava na Alvorada?


Nos anos 1990, a Auto Viação Tijuca chegou a oferecer linhas de ônibus especiais entre
a Saenz Peña e o Barra Shopping. Fonte: Cia de Ônibus.

Até 2011, também era possível viajar até a Barra (e vice-versa) nestes veículos refrigerados.
As mudanças datam do período de transição regulatória do serviço de ônibus no Rio,
com a criação dos consórcios.

O tijucano Alejandro Sainz de Vicuña, por sua vez, ressalta o não cumprimento dos itinerários sem aviso institucional prévio aos passageiros. Vicuña trabalha na região da Barrinha, trajeto considerado “fora de mão” pelos motoristas já que fica em sentido contrário à alça de acesso da Avenida das Américas:

— A linha 302, agora, é a única que entra na Barrinha. Para piorar, de noite, na Barrinha vazia, muitos motoristas seguem direto para o Itanhangá, deixando quem está no ponto de ônibus da Barrinha esperando feito trouxa. De dia isso acontece também. Arrisco a dizer que ocorre em mais de 50% das vezes. Em muitas delas, estou indo para o trabalho e o motorista grita aos passageiros: “Alguém vai para a Barrinha?”. Se ninguém disser que vai, ele não entra e deixa todo mundo que está lá no ponto esperando ainda mais.

Vicuña ainda problematiza ao lembrar dos turistas que vêm à Tijuca de metrô como meio de se chegar à Floresta da Tijuca, no Alto da Boa Vista, em transporte público:

— Tomo o ônibus na Conde de Bonfim, na altura da Rua Henry Ford. A sinalização do ponto é antiga, deve ter mais de uma década, pois a numeração dos ônibus já mudou duas vezes e a mesma sinalização continua lá, confundindo quem não está acostumado a tomar ônibus ali e turistas. Sim, muitos turistas que vão visitar a Floresta da Tijuca, no Alto da Boa Vista, não conseguem sequer saber onde tomar o ônibus. E, volta e meia, os motoristas, como de costume, passam direto quando fazemos sinal – pontuou.


Linha Afonso Pena x Barra, criada em 2013, foi extinta sem maiores explicações ao público

Outro motivo aparente para a queda na qualidade do serviço se deve ao monopólio da Auto Viação Tijuca. A falta de linhas concorrentes justifica a precarização do serviço oferecido pela “Tijuquinha”, que já procurou qualificar-se recentemente. Com fins de atender a população do Alto da Boa Vista, a Secretaria Municipal de Transportes lançou em 2013 a Linha Especial Coletora de Dados (LECD6) Praça Afonso Pena x Barra. A empreitada surgiu como uma forma de se experimentar a eficiência de um novo itinerário, mais otimizado, entre a Tijuca e a Barra. Contudo, a LECD6 foi extinta no início de 2015 sem maiores explicações à comunidade.

Com a inauguração do BRT e da Linha Quatro do metrô, é provável que os tijucanos passem a ouvir campanhas institucionais orientando-nos a usar o metrô até Ipanema e, de lá, até o Jardim Oceânico. Para o tijucano Fred Rocha, morador da Afonso Pena, a solução é inviável:

— Vão dizer “ah, agora tem o metrô”. Não, infelizmente o metrô não vai atender o trajeto Tijuca-Barra. A Linha Quatro vai ser apenas para estabelecer a relação da Barra com a Zona Sul – opina ele, quem considera “surreal” o trajeto da Tijuca à Barra via metrô.

* O passeador tijucano agradece a contribuição de Gabriel Reis, Jailson Pontes, Julio Cesar Camarte, Vanessa JM, Alejandro Sainz de Vicuña, Fred Rocha, Diego Carrara Bacellar e Diogo Belart.

32 comentários:

Anônimo disse...

Excelente artigo. Mas temos que pressionar a ANTT e prefeitura para que sejam feitas mudanças. Sugiro também uma linha circular de micro-ônibus, largo da usina/ passarela da barra.

3DG ARQUITETURA E DESING disse...

Muito bom! Deveria ser vinculado as redes sociais essa matéria.

Diogo disse...

Ótima matéria, mas deveria ter tomado depoimentos de moradores do Alto da Boa Vista pois são os que sofrem diretamente com o péssimo serviço prestado por esse lixo de empresa.

Anônimo disse...

Ótima reportagem! Sou morador do Alto da Boa Vista e vivo isso diariamente. A moça da reportagem foi muito gentil em dizer que a espera pode chegar a 30 minutos. Tenho sofrido no ponto de ônibus por mais de uma hora para embarcar. Essa empresa é nos deixa na mão constantemente.

Anônimo disse...

Depois que tiraram as vans, o serviço piorou demais! Queremos a volta da van Afonso Pena X Barra

Katia Cristiane disse...

Excelente reportagem!
Esses ônibus são precários, velhos, vivem quebrando no percurso, não tem horário pra passar, vivem lotados em horário de pico. O Serviço é horrível de péssima qualidade!! Nós moradores do do Alto da Boa Vista, Vivemos a mercê desta empresa que não está nem aí para a população que depende da mesma. Nota zero para empresa Tijuquinha. É uma vergonha esses ônibus!!

Rosana disse...

Vamos compartilhar nas redes sociais para o serviço melhorar. Minha filha e meu genro tomaram susto também com o motorista outro dia que teve que jogar o ônibus contra o meio fio no final da descida porque o 301 perdeu o freio.

Rosana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Monique Ferreira disse...

Ótima matéria ! Realidade diária de quem depende dessa única bosta de linha que circula Barra×Tijuca. Ontem mesmo fiquei 50min (18:25 as 19:15h) no ponto da Afonso Pena... uma vergonha !
Só existe duas opções: ou vc vem esmagado ou vc mofa no ponto. E isso são em todos os Horários... a frota já não comporta mais a demanda. Tiraram as Vans e a melhoria foi temporária, só pra camuflar o mal serviço que estava por vir. Isso é uma vergonha... falta de respeito total! Sem falar que vc já pega o ônibus na ida pro trabalho atrasada, pois cansativamente os intervalos são enormes e eles vem lotados já da Barra e aí chega no Alto inguiça ou perdem o freio... nossas são muitas as reclamações... escreveria um livro. Revoltante!

Monique Ferreira disse...

Foi 5af passada... senão me engano ! E nada foi feito. Até o dia que acontecer uma desgraça. Isso tem que mudar !

Monique Ferreira disse...

Foi 5af passada... senão me engano ! E nada foi feito. Até o dia que acontecer uma desgraça. Isso tem que mudar !

Monique Ferreira disse...

Ótima matéria ! Realidade diária de quem depende dessa única bosta de linha que circula Barra×Tijuca. Ontem mesmo fiquei 50min (18:25 as 19:15h) no ponto da Afonso Pena... uma vergonha !
Só existe duas opções: ou vc vem esmagado ou vc mofa no ponto. E isso são em todos os Horários... a frota já não comporta mais a demanda. Tiraram as Vans e a melhoria foi temporária, só pra camuflar o mal serviço que estava por vir. Isso é uma vergonha... falta de respeito total! Sem falar que vc já pega o ônibus na ida pro trabalho atrasada, pois cansativamente os intervalos são enormes e eles vem lotados já da Barra e aí chega no Alto inguiça ou perdem o freio... nossas são muitas as reclamações... escreveria um livro. Revoltante!

Anônimo disse...

Moro no alto da boa vista, é nossa situação é muito deploravel. E poderia falar mil coisas, porem ja fizemos quase tudo, ate abaixo assinado, e ate agora nada...

Ana Clara Pecis disse...

Excelente artigo, só faltou colherem depoimentos de quem mora no Alto. Sou moradora do Alto da Boa Vista e posso afirmar que nós, moradores, sofremos demais com a precariedade desse sistema de transporte, já que é a única alternativa de transporte público para o nosso bairro/casa. Atualmente, até fora dos horários de rush, os ônibus encontram-se lotados e escassos, muitos dos que dependem dessas linhas andam até muito a frente de seus pontos pra conseguirem pegar um ônibus que seja possível, pelo menos, entrar nele. É revoltante.

José Mauro morador das Furnas 2988 disse...

Sabem por que chegou a esse ponto? O povo do Alto nunca foi ouvido e nunca queimou meia dúzia de ônibus. Descaso é antigo, e so3 vai piorar com a aberura do metrô que só atende zona sul.vocês acham que vão colocar ônibus confortável ou pelo menos em.bom estado para atender povo do Alto da Boa Vista? Kkkkkkkk.

Anônimo disse...

Muito bom, mas deveria ser enviado para um grande veículo de informação para ser publicado para refletir a realidade da cidade. E nada melhor do que o próprio morador local para dar a informação precisa. Temos que acabar com o monopólio da empresa Tijuquinha, é uma vergonha essa prestação de serviço oferecida, eles fazem isso porque não tem concorrência. Quero ver quando essa empresa tiver que cumprir a lei de ter toda a frota de ônibus refrigerada. Aí eu quero ver!!! O Alto da Boa Vista pede socorro... Ajudem nos.

Marcelina Martins Correa correa disse...

Ótima reportagem, a Alto Viação Tijuca nunca respeitou os moradores do Alto, os ónibus são de péssimo estando, e os motoristas piores ainda,não esperam os passageiros entrar,são de todas as idades. E além de tudo eles fazem 2 funções, dando o troco andando com os ónibus,logo aqui no Alto que é perigoso, os motoristas não param quando demos sinal, é muito descaso pra com os moradores. Tomara que depois dessa reportagem, alguma providência seja tomada,o povo do Alto não merece tanto descaso e tanta fata de respeito. Quero agradecer os jornalistas que fizeram essa reportagem a nosso favor,por que estamos abandonados.

José Mauro Ferreira disse...

Enviei pro Tino Júnior. Vamos aguardar, porque esse cara é fera.

José Mauro Ferreira disse...

Enviei pro Tino Júnior. Vamos aguardar, porque esse cara é fera.

Annelise Pruchiniaki disse...

Muito Boa a materia e precisamos relatar aos órgãos devidos a moradora que falou em meia hora de espera que ótimo existem de fato ias que você dia aguarda por meia hora mas vindo da Tijuca pra Barra nestes últimos tempos podemos aguardar até 1h30mim por um ônibus para vir menos espremido um pouquinho sentado então nem pensar os ônibus ficam lotados colocando os passageiros em risco em meio a tantas curvas e descidas até pq estão sucateados e muito a perdem o freio ja estive presente em dois ônibus que perderam o freio em uma semana.

Annelise Pruchiniaki disse...

Muito Boa a materia e precisamos relatar aos órgãos devidos a moradora que falou em meia hora de espera que ótimo existem de fato ias que você dia aguarda por meia hora mas vindo da Tijuca pra Barra nestes últimos tempos podemos aguardar até 1h30mim por um ônibus para vir menos espremido um pouquinho sentado então nem pensar os ônibus ficam lotados colocando os passageiros em risco em meio a tantas curvas e descidas até pq estão sucateados e muito a perdem o freio ja estive presente em dois ônibus que perderam o freio em uma semana.

Anônimo disse...

Excelente sua postagem!! Eu evito ir à Barra da Tijuca justamente por conta dessa dificuldade que conhecemos. Aproveito o gancho do sucateamento da viação tijuquinha para falar da total falta de higiene nos ônibus da linha 220--o teto de todos os ônibus refrigerados que já peguei da linha tem mofo, sendo que em alguns a proliferação é tamanha que me parece ter virado caso de saúde pública!

Guilherme disse...

Eles têm é que fazer a ligação Uruguai - Gávea do metrô. Aí sim o caminho será rápido até a Barra da Tijuca! Imaginem apenas 3 estações, menos de 20 minutos! Parece sonho, mas tem que virar realidade!

Gustavo Silva Pinto disse...

Excelente e verdadeira matéria. Parabéns! Que venham dias melhores...

Gabriel disse...

O que não dá mais é aceitar o PMDB fazendo essas licitações com as empresas de ônibus sem nem ouvir o que a sociedade civil quer e reivindica. Essa é a pior linha do rio de janeiro disparado. Metro Uruguai Gávea? Com o PMDB isso só será realidade em 2000 e nunca. Fora PMDB! Fora Alto Viação Tijuca! Vocês nunca nos representaram.

Leila Lalim de Freitas disse...

Nós, os moradores da Barrinha somos muito sacrificados, pois o 302 entra lá só quando tem passageiros e, quando não quem está lá dentro também não sai. Se temos que ir para a Av das Américas temos que tomar duas conduções pois o 302 vai pela praia e os shoppings e consultórios ficam depois da entrada para a praia.

Unknown disse...

Gostaria de parabenizar ao site e ao jornalista pela matéria. Sempre achei que a maior culpa deste serviço precário prestados aos moradores do alto e afins é da falta de concorrência da empresa tijuquinha, assim como a reportagem destaca em uma de suas partes.
Agora com a criação da linha 4 do metrô, uma nova opção de transporte deveria ser oferecida para o trajeto barra-tijuca. Por que não aproveitar os metros de superfícies inutilizados com a criação da linha 4 e criarem uma nova rota (Jardim Oceânico-Uruguai pelo Alto da Boa Vista)?
Para mim essa solução resolveria o problema da falta de concorrência, teeiam mais ônibus circulando e mais uma opção de transporte público para moradores e turistas. Ou seja, tudo que gostaríamos de ver.

jessica alfredo disse...

É horrível. Todos os dias lotados!!!!

jessica alfredo disse...

É horrível. Todos os dias lotados!!!!

claudinha disse...

O pior que as vezes demora quase 1 hora pra passar e quando vem vem 2 a 3 onibus da mesma linha no mesmo sentido!Moro na Barrinha e não temos já quase linha nenhuma!Estamos abandonados aqui!O 345 que ia pelas Americas agora não vai mais na Barrinha e esse 302 o UNICO que vem acontece isso dos motoristas perguntarem!ONDE CURTO 1.OOO VEZES?

Simone Roselin disse...

Maravilhoso Artigo! Cada dia pior tanto com relação a manutenção dos ônibus quanto ao descaso que existe aos passageiros. Costumo ir a Barra da Tijuca uma vez por semana e para mim é um sacrifício. Sempre há lotação e demora muito a chegada dos ônibus até os pontos. No verão é horrível e insuportável. Já passei mal várias vezes, tendo que descer no meio do alto da boa vista ou sentar na escada da porta de saída do ônibus. Isso tudo por causa da lotação e o calor. Como já disseram, temos que pressionar a ANTT e prefeitura para que sejam feitas mudanças urgentes.

Antonio Bastos disse...

Agora, com o metrô linha 4, eu preciso passar pelo Acre para chegar na Barra. Só uso o Alto se for de bicicleta. Vou mais rápido.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...